Taxa de transmissão da Covid-19 sobe para 1,21 no Brasil, aponta Imperial College

Taxa de transmissão da Covid-19 sobe para 1,21 no Brasil, aponta Imperial College
A estimativa significa que cada 100 pessoas infectadas no país contaminam outras 121. Taxa aumentou em rela√ß√£o à semana anterior, quando foi 1,04. Muta√ß√£o do coronavírus

JN

Muta√ß√£o do coronavírus

JN

A taxa de transmiss√£o (Rt) do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil est√° em 1,21, aponta o monitoramento do Imperial College de Londres, no Reino Unido, divulgado nesta ter√ßa (12), que leva em conta os dados coletados até a segunda-feira (11). Isso significa que cada 100 pessoas com o vírus no país infectam outras 121.

Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (Rt de até 1,40) ou menor (Rt de 1,14). Nesses cen√°rios, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 140 ou 114, respectivamente.

A taxa aumentou em rela√ß√£o à semana anterior, quando foi de 1,04, podendo ser de 1,26 a 0,92 pela margem de erro das estatísticas.

Em novembro, a taxa de transmiss√£o chegou a 1,30, a maior desde o fim de maio.

Os cientistas apontam que "a notificação de mortes e casos no Brasil está mudando; os resultados devem ser interpretados com cautela".

Simbolizado por Rt, o "ritmo de cont√°gio" é um número que traduz o potencial de propaga√ß√£o de um vírus: quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doen√ßa para mais de uma pessoa e a doen√ßa avan√ßa.

Números no Brasil

O Brasil tem mais de 203,6 mil mortes por coronavírus e mais de 8,1 milh√Ķes de casos confirmados, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

O número de mortes é o segundo maior do mundo – atr√°s apenas dos Estados Unidos, que têm mais de 376 mil óbitos.

VÍDEOS: novidades sobre as vacinas