Para Anvisa, não há certeza de que raios ultravioleta destroem coronavírus

Para Anvisa, não há certeza de que raios ultravioleta destroem coronavírus
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou, na quarta-feira (5), uma nota técnica em que diz não haver evidências científicas de que a luz ultravioleta (UV) seja eficaz no combate ao covid-19. Iniciativas pelo Brasil e pelo mundo têm usado essa tecnologia para tentar desinfetar ambientes públicos e hospitalarescontra o coronavírus.